Laboratório de referência do estado

O Plano de Laboratório de Referência do Estado tem sido implementado desde 1984, que é uma parte importante do sistema nacional de inovação científica e tecnológica, e é também uma base importante do país para organizar investigações fundamentais de alto nível e de aplicação, reunir e formar talentos científicos e tecnológicos excelentes, realizar intercâmbios académicos de alto nível e proceder à investigação científica de equipamentos avançados. A sua principal tarefa é realizar investigações inovadoras sobre os aspectos avançados do desenvolvimento da disciplina, áreas e direcções científicas e tecnológicas importantes da economia nacional, desenvolvimento social e segurança nacional.
 
O Fundo para o Desenvolvimento das Ciências e da Tecnologia de Macau é responsável pelos trabalhos específicos relevantes, incluindo: receber candidaturas de Macau; organizar especialistas nas áreas relevantes para realizar avaliações, definir a lista de recomendação e submetê-la à aprovação do Ministério da Ciência e Tecnologia; prestar apoios, como subsídios, para os laboratórios aprovados.
 
Em Novembro de 2010 e Julho de 2018, Macau recebeu aprovação do Ministério da Ciência e Tecnologia e estabeleceu um total de quatro laboratórios de referência do Estado, nomeadamente, o Laboratório de Referência do Estado para Investigação de Qualidade em Medicina Chinesa (estabelecido conjuntamente pela Universidade de Macau e pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau), o Laboratório de Referência do Estado em Circuitos Integrados em Muito Larga Escala Analógicos e Mistos (estabelecido pela Universidade de Macau), Laboratório de Referência do Estado de Internet das Coisas da Cidade Inteligente (estabelecido pela Universidade de Macau) e o Laboratório de Referência do Estado para a Ciência Lunar e Planetária (estabelecido pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau).

(1)Breve Introdução ao Laboratório de Referência do Estado para Investigação de Qualidade em Medicina Chinesa
https://www.umac.mo/sklqrcm/yw/index.html, https://www.must.edu.mo/skl

O laboratório foi estabelecido conjuntamente pela Universidade de Macau e pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau. O laboratório tem como objectivo construir um laboratório de referência do Estado para investigação de qualidade em medicina chinesa de nível avançado; dedica-se às principais questões científicas e técnicas de avaliação da qualidade de medicina chinesa, construir uma plataforma completa de investigação e desenvolvimento para a qualidade de medicina chinesa, reunir e construir equipa académica multidisciplinar, realizar investigações de transformação sistemática, a fim de estabelecer padrões de qualidade científica para investigação e desenvolvimento inovadores de medicina chinesa e desempenhar um papel de intercâmbio e radiação internacional.

Com base no núcleo de eficácia, segurança, controlabilidade, estabilidade e qualidade sistémica da investigação de medicina chinesa, a partir do medicamento original, decocção, prescrição e medicamento patenteado, o laboratório considera a inovação de medicamento como ponto de entrada, e realiza investigação sobre sistema de inovação, tecnologias e padrões do controlo de qualidade, além disso, criou uma série de métodos, tecnologias e sistemas de padrão que podem resolver investigação e avaliação da qualidade de medicina chinesa, de modo a promover a modernização e internacionalização de medicina chinesa e incentivar o desenvolvimento e a transformação de produtos inovadores.
 

Com a entrada em funcionamento do Campus da Universidade de Macau na Ilha da Hengqin, a área do laboratório nas duas universidades já ultrapassou 25.000 metros quadrados. Até Abril de 2021, há um total de 81 investigadores (20 professores, 35 professores associados, 21 professores assistentes, 5 docentes) e 40 técnicos no quadro de pessoal permanente do laboratório.

Até agora, o laboratório já publicou mais de 3.000 teses SCI e conquistou o segundo prémio do Prémio Nacional de Progresso Científico e Tecnológico, 2 Medalhas de Ouro de Invenções Internacionais de Genebra em 2019, o primeiro prémio do Prémio Internacional de Contribuição para a Medicina Tradicional Chinesa - Progresso Científico e Tecnológico, o Prémio Especial no âmbito dos Prémios para o Desenvolvimento das Ciências e da Tecnologia de Macau, o Prémio de Ciências da Natureza de Macau, o Prémio de Invenção Tecnológica de Macau, o Prémio de Progresso Científico e Tecnológico de Macau e a Medalha de Mérito Educativo da RAEM. Além disso, o laboratório estabeleceu laboratórios conjuntos com a Farmacopeia dos Estados Unidos, a Farmacopeia Europeia e o Instituto Nacional para Controlo de Alimentos e Medicamentos da China.



(2)Breve Introdução ao Laboratório de Referência do Estado em Circuitos Integrados em Muito Larga Escala Analógicos e Mistos http://www.amsv.umac.mo/

O laboratório foi criado pela Universidade de Macau, que se dedica principalmente nos estudos de ponta em electrónica de vanguarda e outros campos emergentes relacionados, com foco em circuitos analógicos e mistos, especialmente transmissor RF sem/com fio e conversor de dados para aplicações de alta velocidade e baixa potência. Além disso, o laboratório está a desenvolver activamente a investigação de circuitos de gestão de energia e chips microfluídicos, desenvolvendo para aplicações de Lab-on-Chip e até de Lab-on-CMOS.

A equipa principal de investigação do laboratório é constituída principalmente por investigadores e docentes nascidos em Macau e doutorados formados pela Universidade de Macau. Até Março de 2021, o laboratório conta com 1 professor catedrático, 1 professor titular, 7 professores associados, 8 professores assistentes, 1 membro do Programa de Académicos de Macau da UM, 3 professores assistentes de investigação, 17 investigadores pós-doutorados, 15 assistentes de investigação, 83 alunos de doutorado e 42 de mestrado, além disso o pessoal do laboratório inclui 2 membros de IEEE. Os pontos fortes do laboratório já atingiu o nível superior do mundo em tecnologia electrónica de vanguarda. Os equipamentos de teste no laboratório são também bastante avançados e únicos na Grande Baía. Nos primeiros 10 anos de funcionamento (2011-2020), o laboratório publicou 11 livros e capítulos, 316 artigos em revistas internacionais e 251 teses nas conferências internacionais, das quais 39 foram publicadas na Conferência Internacional de Circuitos de Estado Sólido (ISSCC), a conferência de electrónica mais conhecida do mundo, realizada anualmente em São Francisco, EUA. Aliás, o laboratório detém 35 patentes concedidas pelos EUA durante o mesmo período.Vários resultados deste laboratório foram aplicados em diversos dispositivos electrónicos, tendo realizado a transformação de resultados. Além disso, a equipa de investigação do laboratório recebeu o segundo prémio do Prémio Nacional de Ciência e Tecnologia em 2011, sendo a primeira vez que uma equipa de Macau ganhou este prémio; também recebeu vários prémios de ciência e tecnologia de Macau, em particular o primeiro lugar do primeiro Prémio de Invenção Tecnológica de Macau em 2020. Aliás, a equipa de investigação do laboratório foi atribuído ainda o Prémio de Inovação em Ciência e Tecnologia da Fundação Ho Leung Ho Lee em 2010, duas medalhas do Governo de Macau e duas do Governo da China. Um membro foi recentemente nomeado como membro do júri ultramarino da Academia Chinesa das Ciências.



(3)Breve Introdução ao Laboratório de Referência do Estado de Internet das Coisas da Cidade Inteligentehttps://skliotsc.umac.mo/

 

O laboratório dedica-se em resolver as principais questões científicas e técnicas da Internet das Coisas da cidade inteligente, propor teorias, algoritmos e sistemas fundamentais e comuns, e desenvolver aplicações demonstrativas da cidade inteligente. Os estudos do laboratório consistem em seguintes cinco áreas: sensor inteligente e comunicação em rede, Big Data urbano e tecnologia inteligente, energia inteligente, transportes inteligentes, monitorização da segurança pública urbana e prevenção de desastres.


O laboratório possui uma forte equipa de investigação, incluindo 3 professores catedráticos e distintos, 24 professores titulares, associados e assistentes, dos quais 1 acadécmio estrangeiro da Academia Europeia das Ciências, 1 académico da Academia Real de Engenharia do Reino Unido, e 2 membros de IEEE. Actualmente, o laboratório tem um director, um director assistente, 4 chefes académicos, 6 funcionários técnicos e administrativos. Desde a sua criação até 2020, o laboratório recebeu 4 grandes prémios, publicou 8 livros em inglês e chinês, 225 teses académicas, além disso 40 projectos de investigação de níveis nacional e provincial foram aprovados, com um apoio financeiro total de mais de 67 milhões de patacas. O laboratório tem cooperado activamente com diferentes instituições académicas e unidades de investigação científica na Grande Baía, e foi aprovado para criar três laboratórios conjuntos na Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, tendo desempenhado plenamente o papel de liderança no desenvolvimento da disciplina e servido o País e Macau com inovação tecnológica.



(4)Laboratório de Referência do Estado para a Ciência Lunar e Planetáriahttps://www.must.edu.mo/ssi

Criado pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau, o laboratório investiga quatro círculos desde o interior ao exterior utilizando os mecanismos físico-químicos dos objectos do sistema solar: interior, geomorfologia, atmosfera, magnetosfera e ambiente espacial. Também se concentra na Lua, Marte, asteróides e planetas gigantes de acordo com os objectos alvo da Exploração Nacional do Espaço Profundo.

Até o final de Março de 2021, o laboratório tem 1 professor catedrático, 6 professores titulares, 6 professores associados, 18 professores assistentes, incluindo 1 jovem de destaque de Hong Kong e Macau; 30 pós-doutorados e mais de 100 alunos em cursos de doutorado e mestrado.
 
De 2018 a 2020, conseguiu 41 temas de investigação científica do Fundo para o Desenvolvimento das Ciências e da Tecnologia de Macau, da Fundação Macau, da Fundação Nacional da Ciência Natural da China, da Administração Nacional do Espaço da China e de outros, com um apoio financeiro total de cerca de 530 milhões de patacas; publicou mais de 140 teses SCI, incluindo nas principais revistas internacionais Nature, PNAS, Nature Communications, Natureza Astronomia, etc. O laboratório recebeu dois primeiros prémios e um terceiro prémio do Prémio de Ciências da Natureza da RAEM. Com a construção e desenvolvimento do Laboratório de Referência do Estado, o espaço do laboratório tem sido expandido. Já foram criados um centro de supercomputação e uma plataforma de ensaios científicos para a exploração do espaço, e estão a construir uma plataforma de teste de impacto de hipervelocidade do sistema solar, uma plataforma de aplicação e dados da ciência de satélite, estação terrestre de satélite, etc.

 

 



Copyright(C) 2021 ALL right reserved.