Laboratório de referência do estado

O Plano de Laboratório de Referência do Estado tem sido implementado desde 1984, que é uma parte importante do sistema nacional de inovação científica e tecnológica, e é também uma base importante do país para organizar investigações fundamentais de alto nível e de aplicação, reunir e formar talentos científicos e tecnológicos excelentes, realizar intercâmbios académicos de alto nível e proceder à investigação científica de equipamentos avançados. A sua principal tarefa é realizar investigações inovadoras sobre os aspectos avançados do desenvolvimento da disciplina, áreas e direcções científicas e tecnológicas importantes da economia nacional, desenvolvimento social e segurança nacional.
 
O Fundo para o Desenvolvimento das Ciências e da Tecnologia de Macau é responsável pelos trabalhos específicos relevantes, incluindo: receber candidaturas de Macau; organizar especialistas nas áreas relevantes para realizar avaliações, definir a lista de recomendação e submetê-la à aprovação do Ministério da Ciência e Tecnologia; prestar apoios, como subsídios, para os laboratórios aprovados.
 
Em Novembro de 2010 e Julho de 2018, Macau recebeu aprovação do Ministério da Ciência e Tecnologia e estabeleceu um total de quatro laboratórios de referência do Estado, nomeadamente, o Laboratório de Referência do Estado para Investigação de Qualidade em Medicina Chinesa (estabelecido conjuntamente pela Universidade de Macau e pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau), o Laboratório de Referência do Estado em Circuitos Integrados em Muito Larga Escala Analógicos e Mistos (estabelecido pela Universidade de Macau), Laboratório de Referência do Estado de Internet das Coisas da Cidade Inteligente (estabelecido pela Universidade de Macau) e o Laboratório de Referência do Estado para a Ciência Lunar e Planetária (estabelecido pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau).

(1)Breve Introdução ao Laboratório de Referência do Estado para Investigação de Qualidade em Medicina Chinesa
https://www.umac.mo/sklqrcm/yw/index.html, https://www.must.edu.mo/skl

O laboratório foi estabelecido conjuntamente pela Universidade de Macau e pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau. O laboratório tem como objectivo construir um laboratório de referência do Estado para investigação de qualidade em medicina chinesa de nível avançado; dedica-se às principais questões científicas e técnicas de avaliação da qualidade de medicina chinesa, construir uma plataforma completa de investigação e desenvolvimento para a qualidade de medicina chinesa, reunir e construir equipa académica multidisciplinar, realizar investigações de transformação sistemática, a fim de estabelecer padrões de qualidade científica para investigação e desenvolvimento inovadores de medicina chinesa e desempenhar um papel de intercâmbio e radiação internacional.

Com base no núcleo de eficácia, segurança, controlabilidade, estabilidade e qualidade sistémica da investigação de medicina chinesa, a partir do medicamento original, decocção, prescrição e medicamento patenteado, o laboratório considera a inovação de medicamento como ponto de entrada, e realiza investigação sobre sistema de inovação, tecnologias e padrões do controlo de qualidade, além disso, criou uma série de métodos, tecnologias e sistemas de padrão que podem resolver investigação e avaliação da qualidade de medicina chinesa, de modo a promover a modernização e internacionalização de medicina chinesa e incentivar o desenvolvimento e a transformação de produtos inovadores.
 
Até ao final de 2017, o laboratório contou com 6 professores convidados, 10 professores titulares, 29 professores associados, 27 professores assistentes, 15 professores contratados especialmente, 28 pós-doutorandos e 402 mestrandos. Em 2014-2016, recebeu 238 projectos de investigação científica do Plano Nacional 973, da Fundação Nacional da Ciência Natural da China e do Fundo para o Desenvolvimento das Ciências e da Tecnologia de Macau, com o financiamento total de projectos de cerca de 280 milhões de patacas; foram publicadas 15 monografias académicas e 1.070 dissertações académicas, recebidas 96 patentes de invenção nacionais e internacionais; o investimento total em equipamentos e dispositivos ultrapassou 100 milhões de patacas; com a inauguração do Campus de Hengqin da Universidade de Macau, a área do laboratorial das duas universidades ultrapassou 10.000 metros quadrados; o laboratório recebeu o segundo lugar do Prémio Nacional de Progresso Científico e Tecnológico por duas vezes, e o primeiro lugar do Prémio de Ciências da Natureza da RAEM por uma vez, e uma pessoa ganhou a Medalha de Mérito Educativo da RAEM.

(2)Breve Introdução ao Laboratório de Referência do Estado em Circuitos Integrados em Muito Larga Escala Analógicos e Mistos http://www.amsv.umac.mo/

O laboratório foi criado pela Universidade de Macau, que realiza principalmente investigações de ponta de vários sistemas electrónicos, concentrando-se em duas principais direcções de investigação, nomeadamente conversores analógico-digital e chips RF de baixo consumo de energia, ao mesmo tempo, esforça-se pelas direcções de investigação em gestão de energia e chips microfluídicos.
 
A equipa de investigação do laboratório é altamente competente. Até ao final de 2017, o laboratório tinha 1 professor convidado, 1 professor visitante, 1 professor titular, 4 professores associados, 8 professores assistentes e 2 académicos de Macau, entre eles, 2 eram membros do IEEE; contava com 9 pós-doutorandos e 100 mestrandos. A investigação tem os pontos-chave proeminentes e um certo impacto internacional nas áreas relacionadas. Os equipamentos e dispositivos são avançados e concentrados. Em 2011-2016, foram publicadas sucessivamente 5 monografias e capítulos académicos, 141 periódicos internacionais e 187 dissertações de conferências internacionais, dos quais 18 foram publicadas na conferência do nível mais alto da área, ISSCC; recebeu 25 patentes concedidas pelos Estados Unidos. Vários resultados do laboratório foram transferidos, com sucesso, para a Synopsys, uma empresa de design de chips de renome mundial, e foram aplicados numa variedade de dispositivos electrónicos, tendo realizado a industrialização. Além disso, o professor Yu Chengbin ganhou o Prémio de Inovação Científica e Tecnológica da Fundação Ho Leung Ho Lee de 2010, e a sua equipa de investigação ganhou ainda o segundo lugar do Prémio de Estado para o Progresso Científico e Tecnológico de 2011.

(3)Breve Introdução ao Laboratório de Referência do Estado de Internet das Coisas da Cidade Inteligentehttps://skliotsc.umac.mo/

O laboratório foi estabelecido pela Universidade de Macau, que desenvolve principalmente as investigações de tecnologia de internet das coisas relativas à cidade inteligente, incluindo investigação sobre questões comuns de ciência básica, internet das coisas de energia inteligente, transporte inteligente baseado na internet das coisas, monitoramento de segurança pública da cidade e prevenção de desastres; também realiza a exploração e investigação interdisciplinar, como internet das coisas de saúde inteligente, oceano inteligente.
 
Até ao final de Março de 2018, o laboratório contava com 5 professores convidados e contratados especialmente, 14 professores titulares, professores associados e professores assistentes, incluindo 1 académico da Academia Real de Engenharia da Inglaterra, 4 membros do IEEE; e 16 académicos de Macau e investigadores pós-doutorados e mais de 60 doutorandos e mestrandos.
 
Ao longo dos anos, os membros do laboratório realizaram vários projectos no âmbito dos Planos Nacionais 973 e 863 do Ministério da Ciência e Tecnologia e projectos-chave da Fundação para a Ciência Natural da República Popular da China, etc., publicaram mais de 1000 dissertações em periódicos e conferências internacionais e ganharam mais de 20 prémios de melhor dissertação em conferências académicas internacionais. Foram obtidas e solicitadas dezenas de patentes, com uma alta influência internacional nas áreas relevantes. O laboratório já possui condições sólidas de investigação científica, e o seu espaço está a ampliar gradualmente.


(4)Laboratório de Referência do Estado para a Ciência Lunar e Planetáriahttps://www.must.edu.mo/ssi

O laboratório foi estabelecido pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau, usando o mecanismo físico e químico dos corpos celestes do sistema solar para estudar em torno de quatro camadas, do interior para o exterior: interior, geologia e geomorfologia, atmosfera, magnetosfera e ambiente espacial, concentrando-se em lua, marte, asteróides e planetas gigantes conforme os corpos celestes alvo envolvidos na exploração do espaço profundo do Estado.
 
Até ao final de Março de 2018, o laboratório tinha 5 professores titulares, 2 professores associados, 15 professores assistentes, 7 consultores contratados especialmente, 7 professores contratados especialmente, 4 professores associados contratados especialmente, 13 investigadores pós-doutorados e 27 doutorandos e mestrandos.
 
Nos últimos cinco anos, tem recebido 14 projectos de investigação científica da FDCT, com o financiamento total de mais de 54 milhões de patacas; foram publicadas 119 dissertações no SCI, e em 2016, o número de dissertações publicadas no área da “detecção do sistema solar” e a frequência de citações ficaram no primeiro lugar na China; ganhou o primeiro lugar do Prémio da Ciência Natural de Macau. A área do laboratório está a aumentar gradualmente; e já foi equipado com equipamentos e aparelhos relevantes e estabeleceu um centro de supercomputação.




Copyright(C) 2005 ALL right reserved.